PUB

Fact-Checks

Alimentação

É verdade que “a laranja de manhã é ouro, à tarde é prata e à noite mata?” Claro que não

26 Jan 2022 - 10:00

Alimentação

É verdade que “a laranja de manhã é ouro, à tarde é prata e à noite mata?” Claro que não

“A laranja de manhã é ouro, à tarde é prata e à noite mata”. Quem nunca ouviu esta frase da boca dos pais ou dos avós? E o que quer dizer este velho ditado popular?

Como explica o médico António Vaz Carneiro, num vídeo sobre mitos e crenças do programa “Harvard Medical School Portugal”, este ditado popular pretende afirmar que “se queremos consumir laranjas então a parte da manhã é aquela em que a ingestão é mais benéfica, ao longo do dia o seu efeito positivo, sendo mesmo perigosa a partir do pôr-do-sol”.

Só que, acrescenta o médico diretor da Cochrane Portugal e diretor do Centro de Estudos de Medicina Baseada na Evidência, “a pesquisa na literatura biomédica sobre este tema nada revelou” e fisiologicamente falando “não faz qualquer sentido pretender que a altura do dia em que se come laranjas influencia o seu efeito benéfico sobre o organismo”.

O que a ciência já conseguiu comprovar são os benefícios do consumo de citrinos, em especial da laranja, independentemente da hora do dia em que é ingerida. Inserida numa dieta equilibrada, rica em legumes e fruta, consumir laranjas “é recomendável para diminuir o risco cardiovascular”, diz António Vaz Carneiro no vídeo, realçando que os doentes com cálculos renais podem ter um efeito “particularmente interessante” com o consumo desta fruta que ajuda a diminuir a formação das vulgarmente chamadas pedras nos rins.

Foi precisamente a essa conclusão que chegou um estudo publicado no “Clinical Journal of the American Society of Nephrology”. No trabalho, investigadores compararam os efeitos do sumo de laranja com o da limonada na prevenção dos cálculos renais em voluntários com história clínica de pedra nos rins e os resultados mostraram que a laranja conseguiu aumentar os níveis de citrato na urina e diminuiu a acidez urinária contribuindo, assim, para reduzir o risco de desenvolver cálculos renais, efeito que não foi obtido com a limonada.

Num documento com diretrizes para uma alimentação saudável produzido pela Associação Portuguesa de Nutrição encontramos os benefícios dos vários alimentos para a saúde. No capítulo das frutas, as de cor laranja e amarela destacam-se pela concentração de vitamina A, vitamina B, vitamina C e de potássio, além da elevada concentração de carotenoides – como o betacaroteno, a luteína e a zeaxantina – responsáveis pelo pigmento de cor destas frutas e que têm um papel importante na prevenção de doenças oftalmológicas e da presença de fitoquímicos, como os terpenos, e de flavonoides, como a quercetina, que tornam estes frutos importantes aliados do sistema imunitário e da saúde cardiovascular.

PUB

Por isso, consumir laranjas à noite não representa nenhum perigo para a saúde. Pelo contrário, esta fruta tem comprovadamente benefícios para a saúde, nomeadamente na redução do risco cardiovascular e na prevenção do aparecimento de pedras nos rins, independentemente da hora em que é ingerida.

Categorias:

Alimentação | Nutrição

26 Jan 2022 - 10:00

Partilhar:

PUB