PUB

Fact-Checks

Dormir com lentes de contacto pode causar lesões e infeções?

7 Jun 2024 - 09:47
verdade

Dormir com lentes de contacto pode causar lesões e infeções?

“Retire as lentes de contato antes de dormir.” É este o alerta deixado numa publicação do Facebook em que se afirma que dormir com lentes de contacto tem riscos para a saúde dos olhos, nomeadamente “lesões” e “infeções oculares”. Mas será verdade?

Confirma-se que dormir com lentes de contacto pode causar lesões e infeções?

dormir com lentes de contacto riscos

Sim, dormir com lentes de contacto pode aumentar o risco de lesões e de infeções nos olhos, sobretudo quando esta prática é recorrente, confirma o oftalmologista Eduardo Silva.

Em declarações ao Viral, o especialista explica que, regra geral, “o ideal é a pessoa retirar as lentes de contacto durante a noite”. E há várias razões que o justificam.

Antes de mais, é importante sublinhar que, durante o dia, quando os olhos estão abertos e pestanejamos, há uma “renovação permanente do filme lacrimal” (a camada de lágrimas que cobre o olho), que ajuda a remover da superfície do olho “os detritos orgânicos e não orgânicos” – como, por exemplo, as células que descamam naturalmente da superfície ocular, as bactérias e os outros microrganismos -, e a escoá-los para o canal lacrimonasal (que permite a drenagem das lágrimas do olho para o nariz).

Posto isto, durante a noite, ao mantermos as lentes de contacto no olho, “vai haver uma acumulação na superfície ocular tanto das ditas células descamadas como também das bactérias”, o que faz com que haja “o risco aumentado de se causar lesões ou mesmo de conseguir promover uma infecção da superfície ocular”.

Nesse caso, o resultado podem ser “coisas menos graves como conjuntivites ou coisas mais graves como as lesões da córnea”, exemplifica o oftalmologista.

Por outro lado, se, à noite, a pessoa remover as lentes e as colocar num líquido próprio “que tem como função asseptizar a lente”, vai “promover a remoção de tudo aquilo que se acumulou na superfície ocular e, ao mesmo tempo, fazer uma lavagem destes mesmos microorganismos, células, proteínas e outros detritos que se foram acumulando ao longo do dia”.

PUB

Eduardo Silva admite contudo que, numa situação excepcional e pontual, em que o doente não tenha consigo o líquido asséptico, dormir com as lentes durante uma noite pode ser “menos nefasto” do que colocá-las, por exemplo, num recipiente com água. Isto porque “essa água também pode estar contaminada e ser pior a consequência dessa mesma contaminação”.

Por fim, o oftalmologista adianta que existem algumas lentes de contacto que podem ser usadas tanto durante o dia como durante a noite, as chamadas lentes “night and day”. Este tipo de lentes costuma ser recomendada, por exemplo, a pessoas que têm condições de saúde (como a doença de Parkinson) que tornam mais difícil colocar e retirar as lentes todos os dias.

PUB

“Nesses casos, as lentes estão desenhadas para serem usadas em porte permanente durante um mês. Ao fim de um mês, removem-se e coloca-se uma lente nova”, conclui.

verdade

Categorias:

Oftalmologia

7 Jun 2024 - 09:47

Partilhar:

PUB